5 de julho de 2009

HOMENAGEM

Pela construção da dignidade, pela concretização do poder popular, viva! Viva! a ternura, a amizade e o socialismo.


Eu

O mundo me faz tremer,

Mas também me faz agir.

Minha tuberculose é um mal menor

...os poetas assim já não morrem...

(se é que eles morrem)

Perplexa minha irmã assisti a tudo.

Tento, mas não consigo chegar a mim,

Tenho caminho, mas não tenho vida.

Neste silêncio perfumado

Não me sobrou

Um instante sequer de compaixão

Resta tomar ainda à antepenúltima

Gota de mais um desgosto.

Não me refiro a morte nem aos remédios.

Sou eu, este escárnio de ladrão,

Aquele mesmo ladrão de que trata Pe Vieira.

Sou eu, o Eu lírico de um arquiteto do rococó.

Sou Fanfarrão Minésio e suas agruras.

Eu, o mar onde Moema foi sorver seu amor.

O sentimento de Vênus por Psique.

O coração de Orfeu em Hades.

Eu sou Caitutu, levando nos braços Lindóia,

Sou Termindo Sepílio compondo pra Pombal,

Eu sou Menelau vendo o rapto de Helena.

Sou as três Górgonas retratadas por Caravaggio.


Eu sei que muitos vão dizer que esta postagem não tem nada a ver comigo. Mas, e daí? Não tem mesmo. Eu sou queria dizer pra alguém que não acredita em aniversários. Que eu acredito e muito nele, e isso me faz ser feliz. Eu também sei que quando ele ler esta pequena homenagem vai dizer que a felicidade é impossível. Afinal, como alguém consegue ser feliz diante de tanta injustiça... Ah! Eu acho que vocês já sabem quem eu quero homenagear e antes que eu me esqueça, o poema acima é do Razek, poeta que eu admiro muito, mas isto é um outro segredo que ficará só entre nós porque ele também não gosta de elogios. Esses poetas... sempre cheios de manias... É por isso que prefiro a engenharia.

3 comentários:

  1. É Milena, foi maravilhoso ler esta poesia. Parabéns ao Razek pelo níver. E obrigado...

    ResponderExcluir
  2. Felicidades para você e para o Tales.

    ResponderExcluir
  3. oh Augusto vc é tão chato não falar pra gente quando é o seu aniversario,mas tudo bem conhecendo vc eu não ligo pra essas coisas,mesmo assim quero te parabenizar.quero vcseja feliz,em uma sociedade igualitaria,digna e humana.

    ResponderExcluir

Ternura Sempre...