28 de dezembro de 2011

A cidadania é a cultura,é o amor á vida!

Comecei a caminhar
Recordando á mim, que a cada dia
Há algo para entender, exercitar
Assim fui avançando
Cada vez mais sem errar

Quando segui em direção ao sol
Percebi que tudo que necessitava
Era cultivar amor e esperança
Para ser um humano
Virtuoso e integro

Não há como ter cidadania
Sem a intensidade do amor,
Da compreensão, da amizade;
Que se é requerida.

Quem pode tornar o
mundo melhor sou eu;
Não tem por que, causa ou prol
De esperar que as regras mudem
Para mostrar algo real

Meu júbilo maior é a melodia, é a poesia!
E esta é a causa de eu sempre relatar;
Não há cidadania sem cultura
Não há cidadania sem amor á vida.

6 comentários:

  1. FELIZ ANO NOVO REPLETO DE SAUDE, PAZ E AMOR...MUITO AMOR!! BJINHOS MAGICOS...♥♥

    ResponderExcluir
  2. Valeu Ingred. Não sei fazer poemas como você faz... E isso é quase um defeito.

    Ternura sempre!

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito fã de poesia, mas devo reconhecer que este poema é simples, e direto e reto.

    Até...

    ResponderExcluir
  4. (Risos) como assim quase um defeito ?
    Razek...

    ResponderExcluir
  5. Não sei explicar... Não tenho fórmulas prontas, por favor, não se ofenda... Apenas não sou tão otimista quanto você. Mas, isto não é motivo para preocupações, cada um tem seu estilo e no mundo existe espaço para todos.

    Ternura sempre!

    ResponderExcluir

Ternura Sempre...